Resultados 1 por

"constante de equilibrio"

Constante de equilíbrio
(UEMA-2013) Uma determinada indústria realiza ensaios, visando ao controle da emissão de óxido nítrico e de dióxido de nitrogênio, produzidos dentre outras fontes, por motores de carros e fornalhas industriais. Em um dado teste, observou-se que, em
(ufes) odor da amônia e constante de equilíbrio
Durante uma aula sobre constante de de equilíbrio, um estudante realizou o seguinte experimento: em três tubos de ensaios numerados, colocou meia colher de chá de cloreto de amônio. Ao tubo 1, ele adicionou meia colher de chá de carbonato de sódio; ao tub
Equilibrio
A constante de equilíbrio Kc é igual a 10,50 para a seguinte reação, a 227 oC: CO(g) + 2 H2(g) ⇔ CH3OH(g) O valor de Kc para a reação abaixo, na mesma temperatura, é 2CO(g) + 4 H2(g) ⇔ 2 CH3OH(g) A) 3,25 B) 5,25 C) 10,50 D) 21,00 E) 110,25 Pelo
Constante de equilíbrio
Considere o equilíbrio, em fase gasosa, CO(g) + H2O(g) -> CO2(g) + H2(g) cuja constante K, à temperatura de 430°C, é igual a 4. Em um frasco de 1,0 L, mantido a 430ºC, foram misturados 1,0 mol de CO, 1,0 mol de H2O, 3,0 mol de H2 e 3,0 mol de CO2.
equilíbrio
A 800ºC, a constante de equilíbrio, Kp (expressa em termos de pressão parcial em atm), para o equilíbrio representado abaixo vale 0,22. CaCO3(s) CaO(s) + CO2(g) Explique o que aconteceria se carbonato de cálcio fosse aquecido, a 800ºC, em recipiente
Equilíbrio
A constante de equilíbrio da reação de dimerização de C5H6, representada pela equação 2C5H6 ↔ C10H12, é igual a 3,0 mol-1L, a 250°C. Nessa temperatura, foram feitas duas misturas do monômero com o dímero, com as seguintes concentrações iniciais, expressas
Equilíbrio
Considere o equilíbrio abaixo que ocorre em um recipiente fechado, à temperatura constante, em que gases tóxicos monóxido de carbono e monóxido de nitrogênio são convertidos em gases não tóxicos, dióxido de carbono e nitrogênio, e ice-versa: 2 CO(g) +
constante de equilíbrio químico
Em um recipiente de 10 L, estão em equilíbrio, a 727 ºC e sob pressão total de 224 atm, 3,74 de gás nitrogênio, 5,89 L de gás hidrogênio e 0,37 L de amoníaco. Calcule a constante de equilíbrio químico nas condições da experiência (R=0,082 atm.L/K.mol),
equilíbrio químico
Um balão de vidro possui um volume constante de 5L e encerra o equilíbrio Na temperatura do processo, sabe-se que o valor da constante do equilíbrio é igual a 0,1. Admitindo-se que as concentrações molares das espécies HI e sejam, respectivamente,
Componente do Sistema
(IME) A constante de equilíbrio, Kc, para a reação: É 1,60 a 986°C. Calcule a concentração final de cada componente do sistema, em equilíbrio, quando se misturam 1mol de , 2 mols de , 3 mols de e 4 mols de CO em um balão de 10 L, naquela
Equilíbrio Químico.
A uma certa temperatura, a constante de equilíbrio, K para a reação representada abaixo, é igual a 9,0. NO2(g) + NO(g) N2O(g) + O2 Suponha que 0,06 mol de cada um dos reagentes estão misturados com 0,10 mol de cada um dos produtos, em um recipiente
Equilibrio Quimico(mt duvida na tabela)
O metanol pode ser obtido industrialmente pela reação entre o monóxido de carbono e o  hidrogênio conforme a equação abaixo: CO + 2H2 -> CH3OH Há uma certa temperatura, em um recipiente de 2L, são introduzidos 4,0 mol de monóxido de carbono e  4,0 mol
Constante de Equilibrio
Considere os seguintes equilíbrios químicos: I) 2NO2(g) 1N2O4(g) K1 = 76 (0 ºC) K2 = 8.8 (25 ºC) II) 1N2(g) + 1O2(g) 2NO(g) K1 = 4,1 x 10^-4 (1700 ºC) K2 = 3,6 x 10^-3 (2200 ºC) Indique, justificando, qual reação (direta ou inversa) é
constante de equilibrio kp
O NO2, quando submetido à temperatura de 750k sofre decomposição, estabelecendo-se o seguinte equilíbrio         2NO2(g).......2NO(g)+O2(g) A pressão total da mistura em equilíbrio é da ordem de 0,8 bar. Considerando-se que a pressão inicial  do NO2
Constante de Equilíbrio
O equilíbrio  H2 (g) + I2 (g)  ->
Resultados 1 até 15 em 713
por "constante de equilibrio"
Tópicos ativos
Tópicos ativos
Tópicos populares
Tópicos populares
Tópicos sem resposta
Tópicos sem resposta